22 de setembro de 2017

E por falar em hordas de turistas!!

Este video tem realmente muita graça :DDDD Bom fim-de-semana!!

Fomos passear a Óbidos!

No primeiro fim-de-semana de setembro fomos com a família do Minho dar um passeio para os lados de Lisboa. No ano passado a experiência tinha sido tão boa no eixo Mafra-Sintra que este ano quisemos repetir a dose, também ficando na Mata Pequena como sede familiar ;)
Começámos o nosso passeio em Peniche com uma breve paragem para almoçar, no entanto não deixámos de fazer uma rápida visita ao forte.



Durante a tarde passamos umas horas em Óbidos que curiosamente acolheu um festival de circo de rua com vários artistas a animar em diversos pontos da vila. Os miúdos adoraram, claro está! Fora o festival, é sempre um prazer regressar a Óbidos, no entanto, e à semelhança de várias cidades/vilas/aldeias/praias também aqui há MILHÕES de pessoas em todo o lado e é quase sufocante passear. Não dá!


As crianças são um pouco imunes a estas invasões, cá para mim começam a achar que isto é normal e se calhar o melhor é começarmo-nos a habituar também... Ainda que estivesse uma enchente bíblica nas ruas, tivemos a sorte de entrar na livraria Ler Devagar e estar por breves momentos num ambiente sossegado e muito giro. Os miúdos adoraram todo o ambiente, a disposição dos livros, a pequena mercearia e eu aproveitei e comprei As Aventuras de Tom Sawyer por uns singelos 3€.



Entretanto não posso deixar de fazer o triste reparo da mais recente moda/parvoíce que uma alma se lembrou. Mesmo à entrada de Óbidos há um cartaz a comparar uma casa branquinha com a mesma toda rabiscada de azul, pede-se no cartaz que não se marquem as parede. Ora sucede então que alguém achou GIRO passar o dedo nos frisos azuis e vai de escrever o nome na parede caiada de modo a que fique mesmo registado que lá passou. Se fosse só uma parede, se fosse num bar, OK, mas meus amigos, são várias as casas na rua principal que já sofrem com este vandalismo. Enfim, o que dizer? Vão sujar as paredes da vossa casa masé!

No ano passado fomos a Óbidos e garanto que isto ainda não tinha começado...







Os miúdos adoraram este número de fado! Muito fixe!





Tirando a rua principal que é realmente o caos de lojas, pessoas, barulho e agora também as TAGs, todo o resto da vila permanece parada no tempo e é tão bom contemplar esta paisagem.


21 de setembro de 2017

Cenas para a casa, essa desgraça


Há dias fui surpreendida com o gentil envio do catálogo IKEA o qual comecei de imediato a inspecionar, obviamente! Numa altura em que estamos (novamente) com mudanças cá em casa por causa do quarto dos miúdos e também o nosso quarto, aproveitei logo para tirar umas notas para uma possível excursão à loja azul e amarela.

Eu sei que ninguém me perguntou nada mas eu deixo-vos à mesma algumas das coisinhas que captaram a minha atenção!

Embora tenhamos uma estrutura de madeira que, em princípio, iremos converter em duas secretárias, pode dar-se o caso de a nossa aventura de bricolage não dar certo e aí já estou prevenida com um ou dois modelos simples e funcionais. Aquele candeeiro articulado também está quase certo de que vem cá para casa, adorei a cor verde pálido!

Para o nosso quarto temos aqui um pequeno problema, eu não gosto NADA de ter uma secretária com computador/monitor/fios e discos vários, mas tem mesmo de ser não há volta a dar. Neste momento temos um tampo de uma mesa um pouco sobredimensionado para o espaço disponível e então aquela opção vertical de fixar à parede parece-me OK. Pessoalmente, e dado o nosso estilo itinerante de mobiliário cá em casa, não posso dizer que "adoro" esta opção, mas no sítio em questão ainda será de facto o melhor. Sendo uma estrutura em madeira simples e com prateleiras reguláveis acho que vou apostar nesta solução.
Depois o WC esse eterno desafio espacial, tudo indica que teremos em breve de fazer uma pequena obra para troca o lavatório (que é daqueles ridiculamente pequenos) e nessa altura vamos equacionar uma ou outra opção de arrumação, ou fechada ou aberta... logo veremos.

Enfim, tirando as loiças e pequenas coisas que eu NUNCA resisto, estas seriam assim aquelas que fariam uma diferença maior cá em casa. Agora é arranjar um tempinho para a excursão :D

8 de setembro de 2017

O meu filho está preparado para a Vida


Hoje de manhã, o meu mais novo levantou-se e viu que ainda estávamos deitados. Foi ver bonecos, ligou a TV e instalou-se. Entretanto a irmã juntou-se a ele e eu comecei a ouvir mais movimentações na cozinha, o que fez ele?

Foi ao frigorífico, tirou dois iogurtes, despejou cada um numa taça, foi à despensa buscar cereais, fez as misturas que entendeu suficientes para ele e a irmã e levou tudo para a sala para continuarem a ver bonecos juntos.

Aos 5 anos estou descansada com ele.

4 de setembro de 2017

Cada um no seu reino


Este fim-de-semana dedicámo-nos à tarefa, já muito adiada, de separar os miúdos, ou seja, cada um no seu quarto. Por mim continuava a ignorar o facto de a nossa mais velha já estar na altura de querer o seu espaço sem que o irmão esteja sempre a meter o bedelho, mas a verdade é que a ideia da "separação" veio animar a malta pequena cá de casa. Eles até se dão bem, conversam IMENSO quando se deitam, mas a perspetiva de cada um ser dono do seu pedaço foi deveras aliciante.

Pusemos então mãos à obra!

Desde que nos mudámos para esta casa nova deixámos um dos quartos vazios (a suite) e era lá a chamada "Terra de Ninguém" onde recebíamos os nossos amigos e familiares, onde tratamos das roupas, onde temos o computador e tralhas afins. O primeiro passo foi então reorganizar toda a tralha e mudar o nosso quarto para "a suite". Passada a primeira prova, pudemos então mudar as coisas do Vasco para o nosso antigo quarto e reorganizar todos os móveis e brinquedos de cada um e fazer as "partilhas" dos brinquedos em comum. Felizmente todo o processo foi ordeiro e sem dramas e o resultado foi do agrado de todos.
Eu ainda pensei que eles fossem ficar nostálgicos, chorosos, que acordassem de noite com saudades, mas correu tudo bem, está tudo super excitado com a novidade e agora é tempo de dar vida a estes espaços tão amplos e estas paredes tão despidas. Em breve faremos uma ou outra remodelação (ao cadeirão da Leonor por exemplo) e acrescentaremos secretárias para cada um.
Mais uma etapa virada!